Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Duvidas sobre cavalos registrados e cor de pelagem
Ter Jul 22, 2014 11:51 pm por Jéssica Maciel

» Comprar um poldro
Qui Out 24, 2013 3:31 am por geferson santos silva

» Aguamento tem cura total?
Dom Out 06, 2013 6:12 am por luizfernandosilvy

» Licenciatura em Equinicultura - Escola Superior Agrária de Elvas/IPP
Dom Ago 04, 2013 11:31 pm por GIC

» Agrária de Elvas inaugura Centro de Enfermagem Veterinária
Sex Jul 12, 2013 4:56 pm por GIC

» Caimbras no cavalo
Ter Out 30, 2012 2:32 am por Luiz Michel dos Santos

» Dificuldade
Qua Jul 25, 2012 2:50 pm por Zagalote

» Lic. em Equinicultura na Escola Superior Agrária de Elvas
Ter Jun 12, 2012 2:27 pm por GIC

» A Língua Silenciosa dos Centauros
Qui Jan 26, 2012 8:03 pm por magali

» Aluguel de Baias/Cocheira
Seg Out 24, 2011 4:32 pm por samy

» Puro Sangue Lusitano
Qua Set 07, 2011 7:23 pm por claudia almeida

» Os EUA ameaçam acabar com cavalos selvagens!!!
Sab Jul 02, 2011 5:01 pm por italo resende

» LICENCIATURA EM EQUINICULTURA - ANO LECTIVO 2011/12
Ter Jun 28, 2011 1:38 pm por GIC

» Partilhar penso de Cavalo
Qui Jun 09, 2011 12:12 am por Vitor Rita Diniz

» Vendo ração hormonizada 80%
Dom Abr 10, 2011 3:02 pm por comercialjocafa

Sabor & Tradição


Todo a tradição do sabor no seu novo Pronto-a-Comer

Visite-nos e disfrute de um espaço
onde encontra a côr,
o aroma
e o sabor
que sempre desejou!

Agora no Pinhal Novo

www.saboretradicao.com
saboretradicao@gmail.com

 
Quinta do Monte Novo


Quinta Do Monte Novo

A Quinta do Monte Novo é uma empresa do sector industrial e comercial


Conheça a nossa gama de produtos:
Arte Equestre



  • Selas e Selins
  • Artigos para Equitação
  • Artesanato
  • Peles
  • Louças Regionais
  • Cobres e Estanhos
  • Capotes Alentejanos
  • Artigos de Caça

Rua Diogo Cão, n.º 17,
7000 Évora
Telefone: 266 704 609
Fax: 266 704 609


Os cavalos sabem falar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os cavalos sabem falar

Mensagem  Taniae em Sab Out 18, 2008 1:12 am

Expressão...

Os cavalos expressam-se através da sua linguagem corporal. A expressão do focinho, as orelhas permite perceber se os cavalos são uma ameaça ou se estão apenas curiosos. Entre si os cavalos usam também a linguagem corporal, isto é, percebem se um deles está nervoso ou se é mais reservado, se um tem a cauda escondida entre as patas e o outro se passeia altivo e corajoso. Essa atitude revela a imponência do cavalo: endireita-se arqueando o pescoço, levantando a cabeça e arfando, e a seguir corre, num andamento de passos curtos e em suspensão ergue a cauda.

Os cavalos não relincham muito, fazem-no quando procuram outros cavalos. A partir do momento em que se cumprimentam começam a sussurar num convívio amigável. Caso contrário, se estiverem excitados, sopram pelas narinas ouvindo-se muito bem. As fémeas guincham também, especialmente na altura em que se encontram em cio. Os que vivem em contacto com pessoas relincham ou sussurram quando lhes é dada comida.





As orelhas têm muito significado:
- orelhas arrebitam para frente: cavalo curiosos e interessado
-orelhas meio atrás: o cavalo escuta algo que se passa atrás de si e tem medo
-orelhas encostastas à cabeça: o cavalo dorme
-orelhas para trás: atenção, afasta-se, esse cavalo está a ameaçar.

Estou curioso

Estou a escutar

Deixem-me dormir!

Estou a ameaçar!


Os animais de fuga contam essencialmente consigo mesmos para reconhecer com exactidão os inimigos. Para tal possuem olhos colocados lateralmente, que proporcionam uma visão quase circular, que lhes permite ver obliquamente o que se passa atrás. Um cavalo só não consegue ver bem o que está completamente atrás e o que está mesmo à frente do seu nariz.

E que expressão será esta? scratch


Bibliografia: A escola de equitação ideal - Silke Behing
Tânia Estrompa
avatar
Taniae

Mensagens : 15
Data de inscrição : 12/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os cavalos sabem falar

Mensagem  Mara em Sab Out 18, 2008 12:38 pm



Os cavalos sabem realmente falar, mas nós temos de saber olhá-los com atenção, porque ( como disse a taniae não só comunicam com as orelhas e relinchos como também usam uma série de métodos para nos mostrarem o que pretendem dizer.

Os cavalos mostram três linguagens corporais distintas:

- No movimento de repressão, utilizado por animais corajosos e dominadores, o cavalo coloca o corpo na frente do outro animal, impedindo-o de avançar.
- O empurrão com o ombro é a forma mais violenta de dominação.
- A apresentação da traseira ocorre quando o cavalo demonstra que vai escoicear.

- O cavalo comunica usando oito sons principais:

1. Relincho: é um som longo, alto e agudo, usado para chamar a atenção sobre algo ou de alguém.
2. Resfôlego: é um som que se origina através da saída bruta de ar pelas narinas, que trepidam. É uma forma de limpar as vias respiratórias, aumentando a oxigenação. É o som que traz consigo curiosidade e medo ao mesmo tempo, quando vê algo novo. Muitas vezes é usado para alertar os outros animais da novidade.
3. Guincho: é um som emitido com a boca fechada, sendo baixo e freqüente em encontros não muito “românticos” entre éguas e garanhões. É dado em sinal de defesa, do tipo “cai fora”.
4. Ronco: um som grave, curto e descontínuo, pode ser de cumprimento, namoro ou maternal. Quase sempre está ligado ao reconhecimento, a um sinal leve de excitação, ou porque viu um cavalo amigo, uma pessoa querida, um alimento, uma égua ou o filho (potro).
5. Ronco de namoro: é o mais excitante, pois é acompanhado do bater dos cascos e o movimento da cabeça, pescoço e cauda. Muitos cavalos reagem dessa forma na aproximação de seus donos.
6. Urgido: é um som agudo, comum entre os cavalos selvagens e ocorre em estados emocionais intensos. Semelhante ao resfôlego, mas sem trepidação,
7. Sopro: é um som mais suave e com uma mensagem menos tensa, significando apenas “Hum! O que é isso?!”.
8. Suspiro: saída longa de ar pelas narinas, onde o animal demonstra um certo tédio, mal estar digestivo ou até mesmo angústia.


Um dos sinais de comunicação mais utilizados e mais fácil de ser observado, tal como nos indicou atrás a taniae, é o transmitido pelas orelhas. Elas mostram sempre aonde está direcionada a atenção do cavalo. Conforme a posição das orelhas, o cavalo mostra o seu ânimo e a sua atenção.

Por exemplo:

- inclinação aguda para a frente indica tensão, curiosidade ou boa intenção;
- caídas para o lado significam aborrecimento ou cansaço;
- abaixadas e voltadas para trás indicam animosidade ou agressão.




Os cavalos também usam combinações dessas posições, além de posições intermediárias que, por enquanto, só eles mesmo entendem o significado. Entretanto, sabemos que orelhas em pé e voltadas para trás denotam a presença de um dominador, que geralmente é o treinador ou o cavaleiro e indicam submissão, obediência, um indício de que a voz de comando foi utilizada para o adestramento como uma “ajuda”.

A cabeça mostra, através de movimentos pendulares, que existe alguma insatisfação, uma vontade de sair da situação em que está. Quando montados, demonstra desagrado com a embocadura ou com o exercício imposto. Mas, muitas vezes, o movimento com a cabeça serve apenas para aumentar o campo de visão do animal ou para chamar a atenção de alguém. A investida ou empurrão com a cabeça é também uma forma de atrair a atenção ou talvez a demonstração de não gostar de alguma coisa que está vendo ou sentindo.

As pernas não servem somente para dar movimento e estrutura, também possuem a sua linguagem:

- Escavar o chão com as patas mostra o desejo de achar algum alimento ou de estar pedindo-o ao seu dono. Serve também de reconhecimento e como desejo claro de continuar com algum movimento, mostrando algum tipo de frustração.
- Levantar a pata dianteira é ameaça, pois dá início ao coice frontal.
- Levantar a perna traseira é um ato defensivo, anterior ao coice.
- O coice é uma forma de proteção, agressão, dominância e força, enquanto bater e pisar são maneiras como o cavalo demonstra que é o chefe, é uma forma de protesto.

A face do animal também transmite sinais, através da boca, dos olhos e das narinas.
O ato de abocanhar, onde o animal puxa o canto da boca, abrindo-a e fechando-a como se fosse morder, mostra o lado brincalhão, querendo dizer “olha, eu estou aqui e sei ser simpático!”.
Quando os cavalos possuem o hábito de mordiscar uns aos outros (pêlo e crina), pode ser a representação de cordialidade entre eles, a maneira que encontraram de demonstrar “amizade”.
Abrir os lábio e não morder, também é uma brincadeira, mas a mordida é uma forma de defesa.
A boca contraída mostra angústia e dor, enquanto os lábios caídos mostram relaxamento.

Os olhos demonstram medo, excitação, curiosidade, dor e interesse, assim como as narinas podem dilatar em estado de excitação, esforço ou emoção intensa. Prestando atenção no comportamento de pastejo do cavalo, veremos que, praticamente, não se modifica quando anoitece, o que revela uma capacidade de visão noturna relativamente boa.



Os cavalos utilizam-se de vários recursos para se comunicarem através de seus próprios corpos ou com a emissão de sons, cabendo a nós conhecer e observar esses sinais de comunicação para que se possa chegar ao convívio mais completo. O cavalo faz a sua parte de maneira natural e espontânea, expressando o que sente, avisando com antecedência do que gosta e do que não gosta, deixando clara a sua posição de submissão e obediência, da mesma forma que alerta sobre sua postura de líder em determinadas situações.

Será que estamos atentos a isso e correspondendo com a mesma franqueza aos sinais de comunicação?

Bom, se ficaram com alguma dúvida no ar, chamem o vosso cavalo e tenham uma longa conversa com ele! Wink

Mara

Mensagens : 5
Data de inscrição : 13/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os cavalos sabem falar

Mensagem  Dominador em Seg Out 27, 2008 4:56 pm

Eis o que aprendi nestes ultimos anos ao manter contacto directo com o cavalo:

. Orelhas para trás indicam raiva ou medo


. Orelhas para frente indicam interesse pelo que ocorre no ambiente


. Uma orelha para trás e outra para a frente indicam certa incerteza

Os cavalos têm os sentidos da visão, audição e olfacto mais desenvolvidos do que o homem. A face longa característica do cavalo não é necessária apenas para conter seus grandes dentes: também abriga os sensíveis órgãos do olfato.

Os olhos ficam mais para o alto do crânio, nos lados da cabeça, proporcionando aos cavalos boa visão periférica, mesmo quando pastam.

As orelhas são grandes, capazes de se movimentar e apontar em direção ao mais leve ruído.

. Rolar no solo é parte importante da limpeza dos cavalos. Relaxa os músculos e ajuda a remover os pelos soltos, a sujidade e os parasitas.

. Ao repuxar os lábios , um garanhão e após cheirar a urina de uma égua, ele está a tentar saber se ela está no cio, ou seja pronta para acasalar.

. Muitas vezes dois cavalos permanecem com os seus corpos encostados um ao outro, da cabeça à cauda, afocinhando amigavelmente as crinas e o dorso. Dependendo da estação, essas sessões de limpeza são mais ou menos frequentes, e não duram mais que três minutos.

Dominador

Mensagens : 6
Data de inscrição : 23/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os cavalos sabem falar

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum