Login

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Duvidas sobre cavalos registrados e cor de pelagem
Ter Jul 22, 2014 11:51 pm por Jéssica Maciel

» Comprar um poldro
Qui Out 24, 2013 3:31 am por geferson santos silva

» Aguamento tem cura total?
Dom Out 06, 2013 6:12 am por luizfernandosilvy

» Licenciatura em Equinicultura - Escola Superior Agrária de Elvas/IPP
Dom Ago 04, 2013 11:31 pm por GIC

» Agrária de Elvas inaugura Centro de Enfermagem Veterinária
Sex Jul 12, 2013 4:56 pm por GIC

» Caimbras no cavalo
Ter Out 30, 2012 2:32 am por Luiz Michel dos Santos

» Dificuldade
Qua Jul 25, 2012 2:50 pm por Zagalote

» Lic. em Equinicultura na Escola Superior Agrária de Elvas
Ter Jun 12, 2012 2:27 pm por GIC

» A Língua Silenciosa dos Centauros
Qui Jan 26, 2012 8:03 pm por magali

» Aluguel de Baias/Cocheira
Seg Out 24, 2011 4:32 pm por samy

» Puro Sangue Lusitano
Qua Set 07, 2011 7:23 pm por claudia almeida

» Os EUA ameaçam acabar com cavalos selvagens!!!
Sab Jul 02, 2011 5:01 pm por italo resende

» LICENCIATURA EM EQUINICULTURA - ANO LECTIVO 2011/12
Ter Jun 28, 2011 1:38 pm por GIC

» Partilhar penso de Cavalo
Qui Jun 09, 2011 12:12 am por Vitor Rita Diniz

» Vendo ração hormonizada 80%
Dom Abr 10, 2011 3:02 pm por comercialjocafa

Sabor & Tradição


Todo a tradição do sabor no seu novo Pronto-a-Comer

Visite-nos e disfrute de um espaço
onde encontra a côr,
o aroma
e o sabor
que sempre desejou!

Agora no Pinhal Novo

www.saboretradicao.com
saboretradicao@gmail.com

 
Quinta do Monte Novo


Quinta Do Monte Novo

A Quinta do Monte Novo é uma empresa do sector industrial e comercial


Conheça a nossa gama de produtos:
Arte Equestre



  • Selas e Selins
  • Artigos para Equitação
  • Artesanato
  • Peles
  • Louças Regionais
  • Cobres e Estanhos
  • Capotes Alentejanos
  • Artigos de Caça

Rua Diogo Cão, n.º 17,
7000 Évora
Telefone: 266 704 609
Fax: 266 704 609


O cavalo castrado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O cavalo castrado

Mensagem  cavaleiro em Qua Set 17, 2008 9:10 pm

Amigos, Boa Tarde.

Não sei se o tópico será bem colocado nesta parte do fórum, mas uma vez que tem a ver com a "não-reprodução" aqui vai Smile :
O tópico foi retirado de um site brasileiro, do qual infelizmente não me recordo o link, pois gravei o texto para posterior consulta.




Mais barato que um reprodutor, de mais fácil manejo e ideal para montar.

Cavalo castrado, para muitas pessoas está relacionado à perda de alguma coisa. Perda de valor comercial e da possibilidade de reproduzir. Porém, é bom lembrar que, se por um lado ele perde, por outro ele ganha. Tudo depende do que o criador ou proprietário espera do cavalo. Existe o objetivo de se iniciar uma criação, de aprimorar raças, desenvolvendo e apurando linhagens através de cruzamentos planejados, assim como o desejo de simplesmente possuir e utilizar os animais para trabalho, desporto e lazer. Para esta última categoria, a dos usuários do cavalo principalmente, nada melhor do que um cavalo dócil, de fácil manejo e que não exija custos elevados na sua manutenção.

As vantagens

No desporto, o cavalo castrado de categoria sela substitui com vantagem o garanhão em qualquer modalidade. O animal não perde nem resistência nem impulsão, mas ganha maneabilidade. Um castrado criado em liberdade terá maior condicionamento físico natural do que o garanhão mantido na baia. O desporto requer do animal características que, dificilmente se encontram num cavalo inteiro. Entre elas está o facto dele ter que se socializar com outros cavalos. Quando se vai medir os batimentos cardíacos, um cavalo inteiro demora muito mais para voltar ao normal, pois acaba sofrendo com maior intensidade as influências externas. É mais agitado, incomoda-se com o barulho e principalmente com a presença de éguas. Fica com a respiração completamente alterada e torna-se difícil de ser controlado pelo cavaleiro.

Como e quando castrar

Antes de tudo, é preciso discutir o porquê de se castrar cavalos. O primeiro e principal motivo pelo qual se castra um cavalo é o financeiro, já que o manejo para um garanhão é muito mais caro. Vale ressaltar que a percentagem de machos habilitados genética e morfologicamente à reprodução é muito baixa. Sendo assim o caminho natural para a amortização de custos é a castração. Aconselha-se a castração de machos que não tenham características raciais satisfatórias, pois assim eles não transmitiriam esses caracteres á sua prole, ao mesmo tempo que dá a chance a um outro previamente selecionado ter maior número de filhos também selecionados, melhorando desta forma o padrão racial. Muitos proprietários acreditam que o seu garanhão é um óptimo reprodutor, quando na realidade é inferior a muitos outros. Uma das maiores causas do insucesso de criadores é exactamente o facto de acreditarem nisso e continuarem com a utilização desse animal.

A correta avaliação de um garanhão é muito importante. Um garanhão ruim, que traz prejuízos á coudelaria, às vezes pode sair um excelente cavalo de serviço; bonito, habilidoso na lida com o gado e tranquilo.

Há várias correntes que indicam o melhor momento para castrar um cavalo. Existem os veterinários que preferem castrar por volta dos 3 anos, pois nesta idade o animal já estará em fase final de crescimento, e, portanto com suas características definidas, practicamente prontas, ao passo que, se castrar precocemente, ele diminuirá o seu crescimento e guardará sempre aquelas características de potro. Por outro lado, se castrar um cavalo tardiamente, haverá um engrossamento do cordão espermático, aumentando assim a irrigação testicular, além de ter um aumento da libido daquele animal, o que dificulta uma adaptação à nova vida.

Antes de se descrever o processo cirúrgico da castração, é importante salientar que é conveniente que o animal esteja imunizado contra tétano, e que mesmo assim é necessário se aplicar uma ampola de soro antitetânico no dia da cirurgia. É também importante observar que o cavalo a ser castrado esteja com os dois testículos na bolsa.

Após a castração deve-se soltar o animal e deixar que ele se levante, então deve-se iniciar uma atenta observação para constactar se há sangramentos das feridas, bem como as primeiras reacções do animal.

Físico e Comportamento

A diferença visual entre os dois biótipos resume-se na presença dos testículos na bolsa escrotal do garanhão a partir dos 18 meses de idade, em média, e principalmente no comportamento desses cavalos que são mais fogosos e indóceis que os castrados, devido a presença de hormonas masculinas no seu metabolismo.

Fisicamente notamos que o cavalo castrado fica mais calmo e portanto menos stressado, perdendo gradativamente o interesse sexual, passando a alimentar-se melhor e tendo um ganho de peso acentuado, com um comportamento cada vez mais pacato. O instinto sexual do animal castrado vai diminuindo aos poucos até que termine a quantidade de testosterona circulante, quando ele perde então a capacidade de fecundar. Esse tempo levará em média de 30 a 90 dias, sendo que, após esse tempo a probabilidade de fecundação é zero, apesar de alguns animais permanecerem com a libido activa por muito tempo, sendo aptos ainda durante um período, a detectar cios e fazer montas em éguas, sem que isso cause prejuízo a ambos.

cavaleiro

Mensagens: 6
Data de inscrição: 17/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cavalo castrado

Mensagem  JMOliveira em Qui Set 18, 2008 3:22 pm

No desporto, o cavalo castrado de categoria sela substitui com vantagem o garanhão em qualquer modalidade. O animal não perde nem resistência nem impulsão, mas ganha maneabilidade. Um castrado criado em liberdade terá maior condicionamento físico natural do que o garanhão mantido na baia. O desporto requer do animal características que, dificilmente se encontram num cavalo inteiro.

Olha, o tópico está muito bom, sim senhor, mas se não te importas vou deixar a minha opinião.

Apesar de não possuir cavalos inteiros, gosto muito mais de os montar.

Montei um pela primeira vez na romaria da moita ha dois anos e, sinceramente, ficou-me cá dentro o bichinho.

Com isto não quero dizer que os cavalos capados não são bons, mas pelo menos os meus, são mais calmos, e apesar de terem "genica" como se diz cá por estes lados, parece-me que lhes falta sempre o "turbo".

JMOliveira

Mensagens: 7
Data de inscrição: 12/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cavalo castrado

Mensagem  Alex_nico em Ter Out 14, 2008 5:15 pm

Aprendi a montar em cavalos castrados. Depois achei que eram "moles" de mais e resolvi ensinar um cruzado que nasceu cá em casa.
O cavalo é inteiro e quando o monto sinto que realmente estou em cima de um cavalo e não de uma "ovelha".
Contudo não tenho tempo de montar várias vezes por semana e um cavalo inteiro precisa de trabalho no minimo de dois em dois dias.
Das ultimas vezes que montei tive alguns problemas, iinclusivé um acidente quando passou por nós uma égua saida (com o cio).
Neste momento estou a pensar castrar o cavalo. Mad

Alex_nico

Mensagens: 31
Data de inscrição: 07/10/2008

Ver perfil do usuário http://avidaeapaixao.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cavalo castrado

Mensagem  HermanoJose em Ter Out 14, 2008 6:19 pm

Eu concordo aqui com o Alex. Um cavalo inteiro tem turbo, o homem tem de ter mãos para aquilo!
Mas cuidado!! Uma vez que, por norma, os cavalos inteiros estão presos, quando saiem cá para fora, ou são passados muito tempo à guia ( embora isso não os canse!), ou bem que o homem pode ir ao chão!

Então com éguas por perto nem pensar! Um amigo meu foi ao norte a um passeio equestre com um cavalo inteiro e bem se arrependeu. O coitado do homem não se lembrou que podia haver por lá éguas saídas e ainda se aleijou a ele e ao cavalo!

São brinquedos perigosos, mas qual é o cavaleiro que não gostava de montar um?

Entao mas se o amigo tem um cavalo inteiro porque nao o usa para cobrições? Dão dinheirinho e o cavalo sempre vai expulsando a sua energia.

A não ser que seja como alguns que ficam ainda mais malucos!!

HermanoJose

Mensagens: 6
Data de inscrição: 12/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O cavalo castrado

Mensagem  Alex_nico em Qua Out 15, 2008 12:05 am

O meu cavalo, apesar de ser muito bonito, é pequeno, ronda 1,55m e aqui na zona há poucas éguas para criar e as poucas que existem são esquisitas, ou melhor os seus donos é que são e só querem cavalos grandes, mesmo sendo mal feitos.

Sempre que monto este cavalo inteiro, de nome Xitol, passo-o à guia até transpirar e dar uns valentes saltos.
Despois monto-o sem problemas.
No passado mês de Agosto fui inclusivé dar uns passeios a acompanhar uma égua e ele, apesar de estar muito, mas muito excitado, portou-se bem, pois não o deixei aproximar muito.

Contudo, numa concentração de cavalos, passou a mesma égua por ele, mas desta vez com o cio. O cavalo ficou alterado, escorregou (piso de pedra) e caiu por cima de mim... Sad

Ficamos os dois mal tratados.

Agora estou a pensar castra-lo...

Ja montei cavalos castrados com mais vida do que alguns inteiros. Penso que se deve ao temperamento do proprio cavalo.

Alex_nico

Mensagens: 31
Data de inscrição: 07/10/2008

Ver perfil do usuário http://avidaeapaixao.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum