Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Duvidas sobre cavalos registrados e cor de pelagem
Ter Jul 22, 2014 11:51 pm por Jéssica Maciel

» Comprar um poldro
Qui Out 24, 2013 3:31 am por geferson santos silva

» Aguamento tem cura total?
Dom Out 06, 2013 6:12 am por luizfernandosilvy

» Licenciatura em Equinicultura - Escola Superior Agrária de Elvas/IPP
Dom Ago 04, 2013 11:31 pm por GIC

» Agrária de Elvas inaugura Centro de Enfermagem Veterinária
Sex Jul 12, 2013 4:56 pm por GIC

» Caimbras no cavalo
Ter Out 30, 2012 2:32 am por Luiz Michel dos Santos

» Dificuldade
Qua Jul 25, 2012 2:50 pm por Zagalote

» Lic. em Equinicultura na Escola Superior Agrária de Elvas
Ter Jun 12, 2012 2:27 pm por GIC

» A Língua Silenciosa dos Centauros
Qui Jan 26, 2012 8:03 pm por magali

» Aluguel de Baias/Cocheira
Seg Out 24, 2011 4:32 pm por samy

» Puro Sangue Lusitano
Qua Set 07, 2011 7:23 pm por claudia almeida

» Os EUA ameaçam acabar com cavalos selvagens!!!
Sab Jul 02, 2011 5:01 pm por italo resende

» LICENCIATURA EM EQUINICULTURA - ANO LECTIVO 2011/12
Ter Jun 28, 2011 1:38 pm por GIC

» Partilhar penso de Cavalo
Qui Jun 09, 2011 12:12 am por Vitor Rita Diniz

» Vendo ração hormonizada 80%
Dom Abr 10, 2011 3:02 pm por comercialjocafa

Sabor & Tradição


Todo a tradição do sabor no seu novo Pronto-a-Comer

Visite-nos e disfrute de um espaço
onde encontra a côr,
o aroma
e o sabor
que sempre desejou!

Agora no Pinhal Novo

www.saboretradicao.com
saboretradicao@gmail.com

 
Quinta do Monte Novo


Quinta Do Monte Novo

A Quinta do Monte Novo é uma empresa do sector industrial e comercial


Conheça a nossa gama de produtos:
Arte Equestre



  • Selas e Selins
  • Artigos para Equitação
  • Artesanato
  • Peles
  • Louças Regionais
  • Cobres e Estanhos
  • Capotes Alentejanos
  • Artigos de Caça

Rua Diogo Cão, n.º 17,
7000 Évora
Telefone: 266 704 609
Fax: 266 704 609


Primeiros Socorros para Cavalos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Primeiros Socorros para Cavalos

Mensagem  JMOliveira em Sex Set 12, 2008 10:02 pm

Desde já, boa noite a todos ...

Como estudante de veterinária, achei interessante o seguinte artigo para todos aqueles que possuem cavalos, pois muitas vezes um "primeiro socorro" pode evitar problemas maiores.

Aqui deixo:




Primeiros Socorros


Tanto os animais criados a campo como os embaiados, estão sujeitos aos acidentes e diversos tipos de enfermidades. Contudo, quanto melhor for o manejo menor será a necessidade dos cuidados de emergência.

Aparentemente, o cavalo adulto transmite a idéia de ser um animal resistente, pelo seu porte e vigor físico. Todavia, isso não é verdade. Ele é sim, o animal doméstico mais sensível. Os procedimentos de emergência mais comuns no haras são os seguintes:

- Cólicas: Decorrentes de distúrbios intestinais, principalmente aqueles provocados pela ingestão de quantidades excessivas de ração concentrada ou de alimentos deteriorados. Os sinais característicos de um cavalo com cólica é deitar-se e levantar-se com frequencia, rolar, cavar o solo, olhar para os costados, aumento dos movimentos intestinais. Como já foi abordado na seção "O SEU CAVALO ESTÁ MACHUCADO OU DOENTE"?, são vários os tipos de cólicas. Porém, a mais comum é a intestinal. Os medicamentos mais recomendados são o Banamine e o Buscopan. Em seguida, o animal deve ser puxado ao passo, para estimular o processo digestivo e evitar que se machuque rolando no solo, ou na baia. Em casos mais graves deve ser feita uma lavagem intestinal com sonda apropriada. Se os sintomas da cólica persistirem por mais de 12 h, chamar um Médico Veterinário.


Nos animais embaiados a cólica ainda é a causa numero um de mortes.

- Ferimentos: Dependendo da extensão e profundidade do ferimento, pode ser necessária uma sutura. Para conter hemorragia intensa, um bom medicamento tópico é o Estankasangue. Para cicatrização rápida, utilizar o Unguento Pearson, cobrindo o ferimento com Tanidil em pó. Outras opções são os tradicionais sprays que aceleram a cicatrização e previnem o estabelecimento das bicheiras e inflamações. Em determinados tipos de ferimentos, uma pomada contendo antibiótico (exs.. Ganadol, Furacin) deve ser utilizada.

- Brocas de cascos: A primeira medida é limpar toda a área necrosada. Em seguida, aplicar um tampão de algodão embebido em Formoped. Durante o tratamento, o animal deve permanecer sobre piso limpo e seco. As medidas preventivas são: a limpeza diária dos cascos, evitar permanência em terrenos úmidos ou pisos de baia sujos, aparar os cascos mensalmente.

- Podridão de ranilha: A área afetada deve ser cortada. Em seguida, aplicar diretamente o Formoped. Durante o tratamento o animal deve permanecer sobre piso limpo e seco. A prevenção é a prática rotineira da limpeza diária das comissuras laterais e sulco da ranilha.

- Traumatismos nos membros: Os traumatismos, ou contusões, quase sempre são acompanhados por edemas e claudicação. O tratamento de choque é uma ducha fria. Nos dias seguintes, aplicar compressa de água quente com sal. Diversas pomadas também podem ser aplicadas, massageando a área atingida - Exs.: Calminex, Finalgon, Em determinados casos, recomenda-se o uso de bandagens.

- Coleta de sangue: Essa é uma prática comum em todos os haras, principalmente nos casos periódicos dos exames de A . I. E. - Anemia Infecciosa Equina. O sangue deve ser coletado com agulha apropriada, injetada na região da grande veia jugular, na borda inferior do pescoço.

- Aplicação de soros: Quase que de forma rotineira, a maioria dos haras utilizam soros para diversas finalidades, principalmente para estimular a alimentação, desintoxicar, prevenção contra estresse, manutenção da resistência física, reposição de eletrólitos essenciais perdidos durante trabalho intenso. Os soros são aplicados em grandes quantidades, sempre na região da grande veia jugular.

- Aplicação de injeções: É muito comum o uso de injeções, tomando-se o cuidado para aplicá-las nas regiões apropriadas, especialmente as do tipo intra-muscular. Quando aplicadas de forma inadequada, sem assepcia, ou em locais impróprios, haverá uma inflamação no local, podendo evoluir para um foco de infecção bacteriana. O melhor local para aplicar uma injeção intra-muscular é nas nádegas, devido ao grande volume de massa muscular, com poucos vasos sanguineos. A segunda opção é na tábua do pescoço.

- Picadas de cobras: Ocorrência comum em propriedades que não mantém os pastos limpos. O tratamento de choque consiste na aplicação imediata de soro anti-ofídico.

JMOliveira

Mensagens : 7
Data de inscrição : 12/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum