Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Duvidas sobre cavalos registrados e cor de pelagem
Ter Jul 22, 2014 11:51 pm por Jéssica Maciel

» Comprar um poldro
Qui Out 24, 2013 3:31 am por geferson santos silva

» Aguamento tem cura total?
Dom Out 06, 2013 6:12 am por luizfernandosilvy

» Licenciatura em Equinicultura - Escola Superior Agrária de Elvas/IPP
Dom Ago 04, 2013 11:31 pm por GIC

» Agrária de Elvas inaugura Centro de Enfermagem Veterinária
Sex Jul 12, 2013 4:56 pm por GIC

» Caimbras no cavalo
Ter Out 30, 2012 2:32 am por Luiz Michel dos Santos

» Dificuldade
Qua Jul 25, 2012 2:50 pm por Zagalote

» Lic. em Equinicultura na Escola Superior Agrária de Elvas
Ter Jun 12, 2012 2:27 pm por GIC

» A Língua Silenciosa dos Centauros
Qui Jan 26, 2012 8:03 pm por magali

» Aluguel de Baias/Cocheira
Seg Out 24, 2011 4:32 pm por samy

» Puro Sangue Lusitano
Qua Set 07, 2011 7:23 pm por claudia almeida

» Os EUA ameaçam acabar com cavalos selvagens!!!
Sab Jul 02, 2011 5:01 pm por italo resende

» LICENCIATURA EM EQUINICULTURA - ANO LECTIVO 2011/12
Ter Jun 28, 2011 1:38 pm por GIC

» Partilhar penso de Cavalo
Qui Jun 09, 2011 12:12 am por Vitor Rita Diniz

» Vendo ração hormonizada 80%
Dom Abr 10, 2011 3:02 pm por comercialjocafa

Sabor & Tradição


Todo a tradição do sabor no seu novo Pronto-a-Comer

Visite-nos e disfrute de um espaço
onde encontra a côr,
o aroma
e o sabor
que sempre desejou!

Agora no Pinhal Novo

www.saboretradicao.com
saboretradicao@gmail.com

 
Quinta do Monte Novo


Quinta Do Monte Novo

A Quinta do Monte Novo é uma empresa do sector industrial e comercial


Conheça a nossa gama de produtos:
Arte Equestre



  • Selas e Selins
  • Artigos para Equitação
  • Artesanato
  • Peles
  • Louças Regionais
  • Cobres e Estanhos
  • Capotes Alentejanos
  • Artigos de Caça

Rua Diogo Cão, n.º 17,
7000 Évora
Telefone: 266 704 609
Fax: 266 704 609


Cuidados a ter com a ferração

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cuidados a ter com a ferração

Mensagem  India Lua em Sex Set 05, 2008 6:07 pm



Alguns cuidados para ferrar com responsabilidade o seu cavalo estão a seguir:

1 - Conheça o ângulo da paleta do seu cavalo antes de se aventurar cortando o casco. Apare os cascos anteriores (mãos) e tente colocá-los com o mesmo ângulo da paleta. Confira o ângulo dos cascos com um gabarito angulador de casco. Os ossos digitais devem ser alinhados, de forma que colocando-se uma linha reta do meio do boleto e meio da quartela (falanges) ela deve passar pelo emio do casco, alinhada com as suas cânulas naturais (linhas verticais do casco). No casco achinelado as linhas do casco não concindem com este alinhamento da quartela , porque o casco tem ângulo menor do que a paleta e a linha é quebrada para baixo (lado do chão).

2 - Limpe a sola, abra os 3 canais da ranilha de forma a deixar passar o dedo mínimo para entrar ar , obtenha a concavidade da sola e não corte jamais as barras, pois ela são a continuidade da muralha de sustentação e garantem 30% da sustentação do cavalo.



3 - Assegure que os cascos estão balanceados no sentido médio-lateral ( largura) e ântero-posterior ( comprimento). As metades do casco esquerdo, por exemplo, devem ser iguais, assim como os comprimentos desde a pinça até cada um dos talões. Depois confira para que os cascos dianteiros sejam iguais entre si. Quando aparar os cascos traseiros, siga as mesmas instruções. Assim, quando o cavalo coloca o casco no chão ambos os talões apoiam no chão ao mesmo tempo e o casco rola a pinça no meio, o desgaste da ferradura ocorre exatamente na frente e o vôo ou breakover é elegante e para a frente (avante).



4 - Escolha a ferradura de acordo com as necessidades do cavalo e ajuste-a ao casco bem aparado. A ferradura deve proteger toda a muralha de sustentação, apoiando-se até o final do talão, sem obstruir os canais da ranilha e possibilitando expansão da muralha nos quartos e talões. Nos posteriores, a ferradura pode ter ligeiro sobrepasse de talões, nos animais de talões fracos ou escorridos, de forma a dar maior base de sustentação para o cavalo. A mesa da ferradura é escolhida de acordo com a atividade do cavalo. Mesa estreita (filete) para corrida, mesa média ( 17mm) para trabalho, treinamento e lazer e mesas mais largas para esbarro( 25mm) ou tração. O material da ferradura ( aço, alumínio puro, liga de alumínio, poliuretano com alma de alumínio e outros metais especiais), bem como os demais acessórios ( guarda casco, agarradeiras, palmilhas, talonetes e até rampão) devem ser escolhidos de acordo com a atividade , de preferência com conhecimento, para não prejudicar a performance do
animal.

5 - Fixe a ferradura com o cravo adequado, escolhido de acordo com a espessura da ferradura e com o canal ou craveira, de forma que a cabeça do cravo fique totalmente embutida na concavidade do buraco ou canal da ferradura. Os dois últimos cravos a serem pregados não devem ultrapassar a "linha do juízo do ferrador", ou seja, a linha imaginária que une o final dos médios do casco, antes dos talões. Complicado? Não. Imagine o meio da ranilha, com o casco levantado, e trace uma linha para os dois lados. Ela passará sobre a muralha de sustentação (onde a ferradura apoia) exatamente no lugar dos últimos cravos, em cada lado da ferradura. Esta é a " linha do juízo do ferrador".



6 - Depois de bater os dois primeiros cravos (ombros) e os dois últimos ( talões) da ferradura, bata o guarda casco (se houver). Apoie o casco com a ferradura no chão e observe se a linha imaginária que passa pelo meio do boleto, da quartela e do casco (eixo ântero-posterior do digital) está reta. Se estiver tudo bem, pregue os demais cravos, lembrando que uma boa ferradura terá, no mínimo, 5 furos de cada lado e furos nos talões para colocar agarradeira ou cravar talonetes , calços para corrigir aprumos ou palmilhas. Ferradura barata com três ou quatro furos de cada lado nem sempre atende as necessidades do seu cavalo.

7 - Por último, mas não menos importante, depois de acabar de fazer o serviço, não esqueça de repor o verniz dos cascos com o CASCOTÔNICO, para devolver também a flexibilidade, incentivar o crescimento e proteger a sola, paredes e ranilha contra as brocas , frieiras e podridão.

Estas são as principais dicas para você fazer ou gerenciar o ferrageamento dos seus cavalos.
Se os termos usados são familiares a você e ao seu ferrador, parabéns, você está dominando o assunto. Mas, se houver dúvida, venha fazer um curso no Centran Toledo, para aumentar a performance dos seus animais, com o mínimo de afecções. Lembre-se , que o ferrador que não é competente, ferra o dono e o cavalo...

Fonte: Centran Toledo - Treinamos ferradores desde 1984.
avatar
India Lua

Mensagens : 35
Data de inscrição : 05/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum