Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Duvidas sobre cavalos registrados e cor de pelagem
Ter Jul 22, 2014 11:51 pm por Jéssica Maciel

» Comprar um poldro
Qui Out 24, 2013 3:31 am por geferson santos silva

» Aguamento tem cura total?
Dom Out 06, 2013 6:12 am por luizfernandosilvy

» Licenciatura em Equinicultura - Escola Superior Agrária de Elvas/IPP
Dom Ago 04, 2013 11:31 pm por GIC

» Agrária de Elvas inaugura Centro de Enfermagem Veterinária
Sex Jul 12, 2013 4:56 pm por GIC

» Caimbras no cavalo
Ter Out 30, 2012 2:32 am por Luiz Michel dos Santos

» Dificuldade
Qua Jul 25, 2012 2:50 pm por Zagalote

» Lic. em Equinicultura na Escola Superior Agrária de Elvas
Ter Jun 12, 2012 2:27 pm por GIC

» A Língua Silenciosa dos Centauros
Qui Jan 26, 2012 8:03 pm por magali

» Aluguel de Baias/Cocheira
Seg Out 24, 2011 4:32 pm por samy

» Puro Sangue Lusitano
Qua Set 07, 2011 7:23 pm por claudia almeida

» Os EUA ameaçam acabar com cavalos selvagens!!!
Sab Jul 02, 2011 5:01 pm por italo resende

» LICENCIATURA EM EQUINICULTURA - ANO LECTIVO 2011/12
Ter Jun 28, 2011 1:38 pm por GIC

» Partilhar penso de Cavalo
Qui Jun 09, 2011 12:12 am por Vitor Rita Diniz

» Vendo ração hormonizada 80%
Dom Abr 10, 2011 3:02 pm por comercialjocafa

Sabor & Tradição


Todo a tradição do sabor no seu novo Pronto-a-Comer

Visite-nos e disfrute de um espaço
onde encontra a côr,
o aroma
e o sabor
que sempre desejou!

Agora no Pinhal Novo

www.saboretradicao.com
saboretradicao@gmail.com

 
Quinta do Monte Novo


Quinta Do Monte Novo

A Quinta do Monte Novo é uma empresa do sector industrial e comercial


Conheça a nossa gama de produtos:
Arte Equestre



  • Selas e Selins
  • Artigos para Equitação
  • Artesanato
  • Peles
  • Louças Regionais
  • Cobres e Estanhos
  • Capotes Alentejanos
  • Artigos de Caça

Rua Diogo Cão, n.º 17,
7000 Évora
Telefone: 266 704 609
Fax: 266 704 609


A Língua Silenciosa dos Centauros

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Língua Silenciosa dos Centauros

Mensagem  azul em Seg Jan 23, 2012 7:12 pm

Olá a todos!
Sou nova neste fórum e no mundo dos cavalos.
Há dois anos mudei-me para o campo e pude agora realizar um sonho de toda a vida, ter uma éguinha.
Encontrei o vosso fórum justamente por andar à procura de informação sobre cavalos de forma a poder progredir no relacionamente com a jovem Glória.
É jovemzinha, tem agora cerca de seis mesitos, meia selvagem, teve muito pouco contacto com humanos.
Deixo-vos um textinho e conto com as vossas dicas e conselhos.
Bem-Hajam
Azul


Todos os dias, desde que chegou a Glória, passo horas e horas a falar com ela.
A aproximar-me, a procurar palavras que lhe contornem os temores, que tem desta espécie esquisita que anda em duas patas.
Primeiro reconheceu o nome: Glóóória! Relinchava-lhe eu de mansinho. Glóóórinha!!!
Ela aprendeu a corresponder, relinchando também.
Depois, com aquele ouvido apuradíssimo, que Deus deu aos cavalos, reconhecia-me os passos, talvez também o cheiro e mal eu saía de casa, ouvia-a relinchar a chamar-me.
Maçãs e cenouras também contribuíram e muito, para a aproximação.
As festas e a escova vieram depois.
A pequena e semi selvagem Glória, abria-me os olhos, punha as orelhas-antenas viradas para trás e batia com a pata direita em sinal de impaciência: Mau! Estás a esticar-te!
Eu fui insistindo em pequenas doses, dizia-lhe que era tonta, linda e para se deixar de fitas comigo.
Acabou por perceber os encantos de uma massagem de escova e vaidosona abana a cauda e faz jeitinhos com a cabeça para sentir as crinas penteadas e leves.
Fomos andando, conversa, escova, festas, cenouras e maçãs...
Ontem resolvi esticar-me mais um bocadinho e aparar-lhe a crina e a cauda, que estavam muito ressequidas de tanta vida selvagem. Deixou!
Senti que tinha metido uma lança na África da sua confiança.
MAS... havia qualquer coisinha entre nós que... o quê?
À noite fui outra vez visitá-la, falei-lhe muito baixinho primeiro, depois calei-me, fiquei só a olhá-la, encostada nos paus do estábulo e a Glória veio, encostou a sua grande cabeça à minha e ali ficámos as duas em silêncio.
E percebi o que faltava entre nós. Faltava que eu também confiasse nela. Faltava que eu a deixasse aproximar-se, cheirar-me, encostar a cabeçorra.
Porque até ontem, eu só lhe tinha imposto que devia confiar em mim, de todas as vezes que ela chegava com a grande cabeça demasiado perto, eu recuava.
Ontem fiquei, ficámos... As duas quietas, a respirar baixinho, caladas e de cabeças juntas a falar a língua silenciosa dos centauros.

azul

Mensagens : 1
Data de inscrição : 19/01/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Língua Silenciosa dos Centauros

Mensagem  magali em Qui Jan 26, 2012 8:03 pm

ola azul!
li ontem o teu post e fikei encantada pois eu tambem tenho o sonho de ter um cavalo um dia mas ainda vou ter mt q esperar, no entanto n perco a oportunidade de estar com eles, sempre q vejo cavalos la vou eu ter com eles e fico felix pq csigo xegar perto e tocar-lhes, sao de facto maravilhosos.
nao tenho experiencia nem grande conhecimento mas penso q o cavalo deve ser conquistado pela paciencia amor e carinho e tb pela firmeza e nao pela brutalidade e pela obrigaçao e a partir dai criar uma grande complicidade entre os dois.
vai contando mais e posta fotos da glorinha, eu gostava mt de conhece-la.
bjs
magali

magali

Mensagens : 1
Data de inscrição : 27/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum